busca avançada
Quarta-feira, 24 de setembro de 2003 - 23h12

especiais
Alca
Reunião do FMI
A cúpula de Cancún
Argentina
 
outros canais
home
últimas notícias
política
imagens
loterias
bookmark
safra 2002-2003
diário do passado
colunistas
editoriais
 
serviços
taxas e cotações
conversor de moedas
imposto de renda
seu dinheiro
defenda-se
 
produtos ae
ae setorial
ae financeiro
ae agro
ae brazil
ae midia
ae foto
ae comunicação empresarial
 
classificados
imóveis
veículos
empregos
oportunidades
 


 

 

Acusada de concorrêncial desleal, Coca-Cola será investigada

Brasília - A Secretaria de Direito Econômico (SDE), vai instaurar processo administrativo contra a Coca-Cola para investigar denúncias da fabricante nacional de refrigerantes Dolly de concorrência desleal e abuso do poder econômico. De acordo com o secretário Daniel Goldberg, um dos motivos para a abertura do caso é oferecer à multinacional a possibilidade de defesa.

Segundo Goldberg, a empresa brasileira deu publicidade ao caso em uma fase do processo que deveria ser sigilosa e por isso a Coca-Cola tem o direito de apresentar sua defesa, mesmo que não haja nenhum indício de práticas desleais. O presidente da fabricante nacional, Laerte Codonho, esteve na SDE para entregar novos documentos que, segundo ele, comprovariam as práticas ilegais cometidas pela Coca-Cola.

Segundo Goldberg, a Dolly ainda não entregou todos os documentos pedidos pela SDE. “O que o presidente da Dolly me disse é que eles já têm tudo e trarão aqui até o final da semana que vem”, relatou Goldberg. A Dolly tinha prazo até 12 deste mês para entregar os documentos mas pediu prorrogação do limite por mais 30 dias.

Theo Saad


índice de notícias
 links relacionados

fotos do dia
imprimir
enviar
comentário
  Dolly entrega fitas ao Cade com acusação contra Coca-Cola 









 

CURSOS ON-LINE
Englishtown

conheça a Agência Estado
e seus produtos
cadastro | fale conosco
anuncie aqui | privacidade
Copyright © 2004 Agência Estado. Todos os direitos reservados.